Passado e presente próximo à rodoviária de Rio Preto. As modificações paisagísticas.

Os lugares urbanos sofrem transformações devido principalmente à dinâmica econômica que impacta nas configurações espaciais. Às vezes um local é tão modificado que custa a identificarmos ele no passado. Num exercício de imaginação, se de Rio Preto saísse uma pessoa na década de 1960 e voltasse em 2018 algumas partes da cidade ficariam quase impossíveis de serem reconhecidas.

O bom senso preza pela preservação de determinados artefatos culturais que são mais significativos para a história e a memória de determinadas localidades, impedir as mudanças é algo impossível, mas quando elas se realizam sem levar em conta a importância de determinados artefatos é sinal de atraso cultural e desprezo com a história e a memória.

Analisem as imagens a seguir.

IMG_20180302_110356

Esta imagem mostra uma visão do viaduto do no final da avenida Andaló que dá acesso à avenida Philadelpho Gouvea Neto, deste ângulo é possível ver onde hoje se localiza a rodoviária. Na época ela não existia, do lado esquerdo nota-se uma caixa d’água, do lado direito a estação ferroviária. Próximo à caixa d’água por muito tempo foi estabelecido o terminal dos ônibus da Vila Toninho, às vezes ali se instalava um parque de diversões, era um terreno brejeiro, no qual nasciam taboas. Ali havia uma rua que dava acesso à rodoviária, com a construção do terminal urbano essa rua deixou de existir. Ali havia umas construções antigas, possivelmente de 1930 (?) que não foram preservadas. O local era e é muito suscetível de inundações. Possivelmente a foto é da década de 1960.

Rodoviária

Esta imagem retrata praticamente o mesmo local da foto antiga, nota-se a em primeiro plano o terminal urbano e bem lá no fundo, quase não dá para ver, a rodoviária. Em breve esta parte do espaço da cidade sofrerá mais transformações devido a conclusão do novo terminal urbano. O qual já foi responsável por dar fim à praça Cívica.

Na imagem recente (2018) nota-se também a grande verticalização pela qual a cidade vem passando, na foto antiga avistamos poucos prédios, um em destaque, na recente são muitos, espalhados para além da região central.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre Alexandre de Freitas

Graduado e pós-graduado em ciências humanas, professor na educação básica e superior.
Esta entrada foi publicada em Ciências Humanas. ligação permanente.