Discotecas nos anos 80. Antiga discoteca ETC, em São José do Rio Preto-SP.

Prédio onde funcionava a ETC, hoje com um restaurante no térreo e com os andares superiores desativados. Outrora a discoteca funcionava no segundo andar e no térreo havia uma agência bancária. 

Uma homenagem a todos aqueles que foram adolescentes na maravilhosa década de 1980 por aquelas plagas.

Em épocas onde a música possuia mais sonoridade e arranjos e, como diz o poeta: montávamos uma banda para mudar o mundo, ou  pelo menos o país* os jovens de São José do Rio Preto e região curtiam as noites de sexta, sábado e domingo na discoteca ETC.
Ela ficava ali de frente à praça Rui Barbosa (em frente ao Praça Shopping) e era frequentadíssima. O som que rolava era aquele pop rock dos anos 80, com alguma predominância dos recém surgidos eletrônicos internacionais. As sessões de lenta eram inesquecíveis. Nelas alimentávamos a possibilidade da dançar e, quem sabe até beijar, as lindas garotas que conosco compartilhavem daquele espaço musical.
Não íamos tão tarde da noite para aquela discoteca, ainda imperava um clima de pueridade, pois era frequentada principalmente por jovens entre 14 e 18 anos. Por volta das 20 horas começava uma aglomeração nas proximidades, uns ficavam nos bancos da praça, outros ali mesmo aos redores, na rua Voluntários de São Paulo.
Dançávamos, suávamos, divertiamos. A ponto de molharmos a camisa e termos que tomarmos algumas cocas-colas. Porém, havia de sobrar algum dinheiro para quando fóssemos embora comer um lanche, às vezes, ali no estacionamento do mercadão.
Que saudades! Para matá-la parcialmente, vamos relembrar com New Oder Bizzarre Love Tringle. Mas sem esquecer de Noel, Depeche Mode, Erasure, Weih Rome; dentre tantos.
*Paulo Ricardo, RPM.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre Alexandre de Freitas

Graduado e pós-graduado em ciências humanas, professor na educação básica e superior.
Esta entrada foi publicada em Memória. ligação permanente.