São José do Rio Preto e seu primeiro edifício. O edifício Caramuru.

Publicado originalmente por: Cidades e Lugares.
Antiga foto do Edifício Caramuru.
Arquivo Diário da Região.
São José do Rio Preto não passava por bons momentos no final da década de 1930, um dos seus principais produtos, o café, estava com o preço em baixa a ponto de serem queimadas 60 mil sacas do produto na cidade. Mas, mesmo em meio a essa crise a cidade ganhou seu primeiro edifício. O edificío Caramuru.

O prédio de cinco andares chamou muito a atenção na época, juntamente com a antiga catedral dominava o visual do centro da cidade como as duas construções mais altas.

Com projeto elaborado por Rodolpho Fehr teve suas obras iniciadas em 1938 e um ano depois foi cocluído, no dia 20 de dezembro de 1939, São José do Rio Preto ganhou seu primeiro “arranha céu” bem ali na praça Rui Barbosa, na rua Jorge Tibiriça.
Foto atual (2010) do Edifício Caramuru.
Arquivo: Alexandre de Freitas.
Entre os proprietários estava Edgar de Mattos Caramuru sócio-proprietário da Casa Bancária Edgard Caramuru & Cia, instituição surgida em 1933 e instalada no edifíco Caramuru quando este ficou pronto. Edgar Caramuru deu um desfalque na própria empresa em 1941, fugio para o Rio de Janeiro mas acabou preso e respondendo processo. Era o fim da instituição financeira.
O edifício foi adquirido em 1941, por Calixto Fauaz e João Biasi que o rebatizaram de Edifício Bandeirante.
Na década de 1960, São José do Rio Preto começou a passar por um processo de verticalização e o antigo prédio foi gradativamente perdendo o brilho. Hoje, é um modesto prédio num dos pontos mais movimentados da cidade cercado por outros edifícios bem maiores que ele.

Aspecto do centro de São José do Rio Preto em 1956. Nota-se em primeiro plano a antiga catedral, ao funto à esquerda o Edifício Caramuru e uma incipiente verticalização.
Foto: arquivo público municipal.
Fonte:
Diário da Região. Encarte especial 19 de março 2006. p.23.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre Alexandre de Freitas

Graduado e pós-graduado em ciências humanas, professor na educação básica e superior.
Esta entrada foi publicada em Ciências Humanas. ligação permanente.