Seitas. Os adoradores do umbigo.

Uma seita que teve uma certa projeção em Paris, França. Consiste em reunir pessoas num pequeno templo onde se queima tanto incenso que o ar fica pesado para se respirar.
A seita é basicamente contemplativa, admira-se o umbigo com o propósito de ir se ligando as pessoas das quais fomos descentes. Até atingir o ápice. Que seria o “umbigo” de Adão. Neste ponto eles chegariam ao paraíso, visto que Adão nele habitava.
Desnudados em meios aos incensos, os iniciáticos não conseguem realizar grandes viagens, mas os que estão num grau mais avançado realizam longas viagens. Para eles a grande revelação seria desfrutar do estado de pureza vivido pelo primeiro de nossos ancestrais segundo o criacionismo – Adão.
“Acredita-se que o umbigo ‘aquilo que nos prende a nossos antepassados’ foi em outros tempos – o dos ciclopes – ‘o olha da pureza’ “. [1] p.58.
 “O ideal dos Adoradores do umbigo é chegar, através da contemplação do seu próprio umbigo, até extrair a cabeça pelo umbigo de Adão.” [2] p.57.

Referência:

BALLESTER, César. Mistérios, mágia e ocultismo. [trad. José Francisco Fernandes Ribeiro] Rio de Janeiro: Salvat, 1979.
[1] e [2] BALLESTER, César.1979. op. cit.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...